• White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Pinterest Icon
  • Paula Regino

OS LIMITES E A GRAÇA NA EDUCAÇÃO DE NOSSOS FILHOS




Não sei se você já teve a oportunidade de visitar a Disney. Nós já fomos de férias com nossas filhas, e hoje moramos em Orlando, por isso temos o privilégio de ir aos parques algumas vezes durante o ano. Sempre ficamos admirados com sua organização, incrivelmente admirados.


São milhares de pessoas chegando todos os dias, tendo suas bolsas revistadas, centenas de famílias com carrinhos, crianças de todas as idades andando de um lado para outro, comendo, tirando fotos, indo nos brinquedos, estacionado seus carrinhos, pegando filas… parece caótico não é mesmo? Mas não é! Dizemos que é uma multidão organizada.

Como será que eles conseguem? A resposta é simples: eles tem regras claras. E não são poucas. Desde a vaga para estacionar seu carro até o lugar onde você poderá se sentar quando for assistir uma atração é direcionada por eles.


Como o estacionamento é muito grande, seu carro fica longe da entrada do parque, então é necessário pegar um trenzinho para chegar até lá. Existe uma área determinada que todos devem ficar esperando, e no chão tem uma linha amarela que não pode ser ultrapassada. E para garantir que você não irá fazê-lo, tem um funcionário que fica andando e falando em alto e bom tom “BEHIND THE YELLOW LINE!!” (ATRÁS DA LINHA AMARELA!). Esse funcionário não deixa ninguém estar com o pé nem em cima da linha, e enquanto todos não estiverem ATRÁS da linha amarela, ninguém pode subir no trenzinho. Chato? Desnecessário? Exagero? Sem sentido? Você pode até achar que sim, mas essa regra existe por algum motivo, certo?

Limite: Servir de limite a; Pôr limites a; demarcar; Restringir; Moderar; Aprazar; marcar; fixar; Confinar; Não passar além de, Não se exceder, Ater-se, Contentar-se, Restringir-se.

Todos nós necessitamos de limites, eles são muito importantes para nós - desde a criação Deus os estabeleceu de forma clara. Estes são válidos para todos, inclusive para nossos filhos, independente de sua idade, pois Deus já sabia em pré-ciência que o exercício irrestrito da liberdade não desenvolveria em nós o autogoverno o que tornaria-se autodestrutivo (é somente olharmos para o que está acontecendo com a sociedade hoje).


Mas o que quero falar aqui é sobre os limites que nós precisamos estabelecer em nossa família - alguns serão imutáveis e outros poderão ser adaptáveis e moldáveis. Por exemplo: Na minha casa estabelecemos um horário para dormir, o que poderá ser mudado conforme elas vão crescendo, mas o respeito uns para com os outros é princípio inegociável.


Nós só conseguiremos conduzir nossos filhos ao que é certo se mostrarmos a eles quais são os limites - onde está a linha amarela? Vou citar alguns exemplos que poderão te ajudar a pensar sobre isso:

- qual o horário de dormir?

- quais são os dias que seus filhos poderão comer doce?

- qual horário do dia (ou dias da semana) que poderão assistir televisão e/ou usar eletrônicos

- quais são as responsabilidades de seus filhos em casa (arrumar a cama, recolher seus brinquedos, suas roupas, ajudar na louça etc)?

- quais são os horários das refeições?

- onde deverá ser feitas as refeições?

- qual o horário de fazer lição?

- qual o horário do banho?

- em qual horário você irá se dedicar aos seus filhos para brincar com eles?

- como você gostaria que seus filhos falassem com você?


Parecem perguntas simples, mas na realidade essas são as áreas que menos estabelecemos limites e quais suas consequências, tornando-se os motivos de maiores conflitos dentro de nossa casa. Olha o que a bíblia diz a respeito:

“Porque onde não há lei também não há pecado.” Romanos 4:15.

Simples não é? Se não temos regras como nossos filhos saberão que estão errando? Regras e limites trazem segurança para eles. Você perceberá que a partir do momento em que estabelecer os limites, explicá-los a seus filhos e aplicar as consequências (que também deverão ser claras) eles passarão a compreender e a desenvolver o autogoverno, ou seja passarão a obedecer com mais facilidade.

O problema é que muitas vezes erramos em recompensar nossos filhos nos erros. Como por exemplo: não comem direito mas sempre receberem doces; não arrumam seus quartos mas poderem assistir televisão (isso não é graça!), ou então somos extremamente intransigentes com os comportamentos de nossos filhos, fazendo-os sofrer as consequências sem o exercício da graça.


O que é graça?

Graça: favor; honra; dádiva que não se faz jus.

Ou seja, é um favor que não merecemos, mas graça não é deixarmos nossos filhos escolherem o que querem fazer, na hora que querem e do jeito que querem - não podemos confundir graça com a falta de limites.


Deus em Sua infinita graça (ou seja, por Seu favor ilimitado) não nos condenou eternamente por nossos erros, Ele mesmo criou um caminho de resgate para nós. Mas a graça somente se tornou possível de existir e de ser reconhecida porque primeiro foi estabelecido o limite.

Como poderíamos ter reconhecido que nossa salvação é fruto da graça de Deus para conosco, se não entendêssemos primeiramente que ultrapassamos o limite, ou seja, que pecamos?

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.” Romanos 3:23-24

Percebe como a graça é aplicada? Nossos filhos, assim como nós, necessitam da graça diariamente. Se eles só experimentarem o peso das consequências (ainda que elas existam) como compreenderão o amor de Deus por eles?

Diferentemente da Disney, não somos uma organização, somos mães. E como mães não podemos estar somente preocupadas com que nossos filhos vivam dentro dos limites - isso nos colocaria na posição do funcionário gritando: ATRÁS DA LINHA AMARELA.


Nossa missão não é essa, e sim conseguirmos falar em amor ao coração de nossos filhos, mostrando a eles que sim, existe a linha, que sim, existe a consequência, mas que quando pisarem ou ultrapassaram a linha amarela, sempre poderão voltar através do reconhecimento e do perdão.

“O Senhor é compassivo e misericordioso, mui paciente e cheio de amor.” Salmos 103:8

É possível e é bíblico, na educação de nossos filhos fazê-los cumprir os limites estabelecidos, e ao mesmo tempo agir debaixo da graça. Eu sei, é desafiador, mas sabe como conseguiremos? Nos lembrarmos diariamente como Deus, nosso Pai, se relaciona conosco.


Ele nos mostra através de Sua palavra claramente quais são os limites estabelecidos por Ele, nos diz quais serão as consequências, mas quando nós erramos, inclusive para com nossos filhos, Deus não só pesa Sua mão sobre nós, pelo contrário, através do Espírito Santo, Ele nos mostra o nosso erro, e em amor nos leva de volta para Sua presença.

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.” Lamentações 3:22-23

Ah! Que maravilhosa graça! Que Deus nos capacite a conseguirmos realizar essa missão na educação de nossos filhos.


#FICAADICA


Nós criamos alguns materiais para te ajudar a organizar tarefas para seus filhos. É só clicar, imprimir e utilizar em sua casa. Esperamos que goste!


* Rotina Semanal para filhos de 2 a 4 anos

* Rotina Semanal para filhos a partir de 5 anos

* Tarefas que poderão ser feitas em cada idade